𝗟𝗲𝗶𝗹ã𝗼 𝗱𝗮 𝗕𝗥 𝟭𝟬𝟭/𝗦𝗖 𝘁𝗲𝘃𝗲 𝗱𝗲𝘀á𝗴𝗶𝗼 𝗱𝗲 𝟲𝟮,𝟬𝟰%

https://antuerf.org.br/wp-content/uploads/2020/03/13510769_115394892225066_8388281547725870511_n.jpg

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Ministério da Infraestrutura e a Secretaria do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) realizaram, na manhã desta sexta-feira (21/2), na B3, em São Paulo/SP, o leilão para concessão da BR-101/SC (Palhoça-Divisa com Rio Grande do Sul). A CCR venceu o certame com uma tarifa básica de pedágio de R$ 1,9712, o que representa um deságio de 62,04%.

O trecho a ser concedido tem 220,42 km de extensão e passa pelos municípios catarinenses de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Sangão, Içara, Jaguaruna, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul e São João do Sul. Para o empreendimento, estão previstos R$ 3,376 bilhões em investimentos e a estimativa de R$ 3,99 bilhões para custos operacionais (conservação, operação e monitoramento) nos 30 anos de duração da concessão.

AS PROPONENTES

Foram três (03) propostas apresentadas no certame:

CCR S.A., representada pela corretora Mundinvest S.A. – tarifa vencedora: R$ 1,9712

EcoRodovias Concessões e Serviços S.A., representada pela corretora Necton Investimentos. – tarifa proposta: R$ 2,5116

Consórcio Way, representado pela corretora XP Investimentos. – tarifa proposta: R$ 4,35985

Fonte:http://www.antt.gov.br/…/Leilao_da_BR_101SC_teve_desagio_de…

https://antuerf.org.br/wp-content/uploads/2020/03/13510769_115394892225066_8388281547725870511_n.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *